November 16, 2009

Ilusões


A vida promete suas ilusões. Foi isso que vi escrito e foi a partir dessa conclusão que resolvi viver a vida como promessa, ilusão. Não mais o real, o lógico ou consequente fazem sentido nesse novo mundo, nessa nova forma de viver a vida. O que não esperava é que a tal da realidade, das exigências lógicas e das expectativas de uma vida consequente continuassem insistindo sobre as ilusões e as promessas. Até mesmo elas estavam contamindas com as esperanças falsas da realidade, com as ilusões da própria realidade.

Ilusões prometidas... um paraíso perdido, um jardim do édem, um oásis no deserto da vida? É tão fácil prometer essas coisas, tão fácil prometer uma vida eterna, eternamente gozando maravilhas. Eu só espero num olhar, no té para dos, algumas fotos com sorrisos, uma banca de flores, tocar a ponta dos dedos.